Arquivo da categoria: Bons achados

Li, vi ou usei

Eternamente Max Factor

Max Factor

Saber sobre a vida de Max Factor é fundamental para quem faz arte com pinceis usando cosméticos. Neste mês comemoramos o aniversário de nascimento de Maksymilian Faktorowicz (15/09/1877), o grande esteticista polonês que transformou este ramo principalmente no cinema. Na vida real Max Factor também foi um símbolo de liberdade para as mulheres quebrando certos tabus.

maxfactor

Um dos seus comprometimentos com o mundo foi estudar a melhor forma de transformação para que o espetáculo das artes cênicas acontecesse. Em 1908 veio para a América e quando a indústria cinematográfica surgiu ele também estava lá, acompanhando e realizando várias experiências com produtos para que os efeitos fossem impecáveis: o calor da luz nas filmagens, por exemplo, não desmanchasse mais a pintura.

maxfactor2

Quase no final da primeira Guerra Mundial, Max Factor lançou a maquiagem de beleza, em 1917. Foi um período de transformação social também para as mulheres onde muitas tiveram que assumir papéis no lugar de seus maridos. Houve uma mudança de comportamento a partir daí misturada à influência do cinema onde as atrizes apareciam usando seus produtos com pele e cabelo impecáveis e quem não queria parecer uma diva do cinema? Claro que isso para um mundo conservador era ofensivo e gerou muita polêmica.

posmaxfactor

Max Factor inovou no conceito de harmonia das cores, criou cílios postiços, o pancake além da sua marca criar também o gloss labial, lápis de sobrancelha, corretivo, aplicador de rímel e a maquiagem resistente à água.

Devido a um atropelamento que abalou profundamente sua vida em 1936 veio a falecer dois anos depois, mas deixou sem dúvida um grande legado. Um dos seus netos, o fotógrafo Davis Factor criou, associada à marca, a Smashbox para atender esse mercado. Por tudo isso e mais um pouco é imprescindível ler sobre o seu trabalho e sua vida e eu pesquisei algumas páginas bem interessantes que contam essa história, boa leitura!

The Hollywood Museum 
Max Factor – OperaMundi
A história da maquiagem moderna

Páginas relacionadas:
A Mulher que Inventou a Beleza
Smashbox

Anúncios

Razão áurea – a proporção e a beleza

Com o final do ano, as provas chegando e estudando muito uni o útil ao agradável e resolvi falar sobre matemática, isso mesmo e viva Pitágoras!

aurea

Tem uma animação da Disney* que explica a relação entre a música e os números e assistindo me dei conta, claro, como o visagismo também é importante; depois disso fiz diversas pesquisas e encontrei várias matérias com estas ligações. Sendo assim pense que um bom profissional estudou bastante para “contar os números do seu rosto”, seja ele simétrico ou assimétrico.

Mona-Lisa-Golden-section

O visagismo existe há décadas, lembre-se de Max Factor e sua fabulosa máquina de medir beleza, a qual inventou na década de 30. E por que é importante? Por ser a “arte de criar uma imagem pessoal” e isso interfere nas relações, mesmo que não só internas, afinal o seu bem-estar emana positividade.

Max Factor

O mercado, com o avanço da indústria cosmética e da beleza, exigiu um profissional mais qualificado e conhecedor não só de técnicas (o fazer) como também de materializar com forma criativa (as ideias). O profissional visagista estuda a linguagem visual e isso tem ligação direta com métodos pitagóricos. Como citou Philip Hallawell** num de seus artigos: “o fazer e o idealizar são fases distintas e separadas do processo criativo”.

jolie-mascara-proporção-aurea

*Donald no País da Matemática

**Phillip Hallawell é artista plástico, arte-educador e autor do livro Visagismo integrado: identidade, estilo e beleza (Editora
Senac São Paulo)

Dicas de maquiagem – olhar, cores e harmonia

“Quem não compreende um olhar, tampouco compreenderá uma longa explicação.”

Assim disse Mario Quintana. O olhar é um dos “indicadores das nossas emoções” certo? Podemos então o valorizar segundo o estudo das cores com o visagismo existente há décadas.

Claro que tudo isso é uma sugestão para quem gosta de se maquiar. Quem tem olhos verdes e prefere combinar com sombras de tonalidade igualmente esverdeadas fique a vontade, não existem obrigações no universo da maquiagem, nem de moda, etc.

paleta olhos
Pesquisando sobre isso eu encontrei essa paleta muito legal e bem demonstrativa no Blog da Claudyvane Rios Moraes. Agora é só aproveitar a dica e ficar mais bela ainda!

Os efeitos da maquiagem no cinema

Quando comecei a estudar maquiagem cênica passei a ver “com outros olhos” os efeitos especiais. Para mim, lidar com prótese de envelhecimento, por exemplo, pareceu muito mais tranquilo comparado a ferimentos. Com o passar do tempo fui me acostumando e vendo a arte por trás de toda a caracterização. Assistimos a filmes ou peças de teatro impressionantes e que há montagens as quais muitas vezes nem percebemos o ator por trás da maquiagem e ficamos tão ligados na história que nem nos damos conta de todo o trabalho realizado para se chegar ao resultado alcançado.

Há um bom tempo comecei a pesquisar sobre os filmes que venceram o Oscar na categoria de Melhor Maquiagem e Penteados desde que foi criada (década de 80), mas querendo ter mais informações sobre o primeiro e considerado trabalho no filme  “O Planeta dos Macacos” de 1968 esperei para escrever a matéria. É difícil encontrar escrituras mais específicas sobre o que acontecia nos bastidores e os livros sobre John Chambers, maquiador responsável, não estão traduzidos e facilmente disponíveis. Claro que, mesmo não ganhando estatueta por Melhor Figurino na época, por conta de sua alta produção cinematográfica, onde todo o elenco foi transformado, foi homenageado com um Prêmio Honorário para Maquiagem. Todos os atores usaram próteses o que fez alguns desistirem do papel seja pelo material usado, alegando reação alérgica, ou mesmo pelas horas para a produção e o trabalho na época também mobilizou uma grande equipe de maquiadores acarretando inclusive atraso em outras produções por falta desses profissionais para se ter ideia. No entanto consegui encontrar um vídeo mostrando um pouco desse trabalho.

No ano de 1982 a categoria foi inserida para prêmios após mais uma outra super produção ser considerada onde em média eram necessárias oito horas para que John Hurt se transformasse no filme “O Homem Elefante” (1980) e que também ficou sem a estatueta em 1981. Hoje, apesar da tecnologia contribuir com a chamada chroma key e roupas de captura de movimentos, o trabalho do maquiador em colorir e transformar ainda é muito importante.

Relaciono aqui todos os ganhadores (por ano de sua premiação) até hoje para que possamos nos deliciar com tanta arte e que tal um olhar mais atento mesmo que já tenham assistido, vale rever!

1983 – Um Lobisomem Americano em Londres (An American Werewolf in London)
1984 – A Guerra do Fogo (La Guerre du Feu)
1985 – Amadeus (Amadeus)
1986 – Marcas do Destino (Mask)
1987 – A Mosca (The Fly)
1988 – Um Hóspede do Barulho (Harry and the Hendersons)
1989 – Os Fantasmas se Divertem (Beetlejuice)

1990 – Conduzindo Miss Daisy (Driving Miss Daisy)
1991 – Dick Tracy (Dick Tracy)
1992 – O Exterminador do Futuro 2 (Terminator 2: Judgment Day)
1993 – Drácula de Bram Stoker (Bram Stoker’s Dracula)
1994 – Uma Babá Quase Perfeita (Mrs. Doubtfire)
1995 – Ed Wood (Ed Wood)
1996 – Coração Valente (Braveheart)
1997 – O Professor Aloprado (The Nutty Professor)
1998 – MIB-Homens de Preto (Men in Black)
1999 – Elizabeth (Elizabeth)

2000 – Topsy-Turvy-O Espetáculo (Topsy-Turvy)
2001 – O Grinch (Dr. Seuss’ How the Grinch Stole Christmas)
2002 – O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel (The Lord of the Rings: The Fellowship of the Ring)
2003 – Frida (Frida)
2004 – O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei (The Lord of the Rings: The Return of the King)
2005 – Desventuras em Série (Lemony Snicket’s A Series of Unfortunate Events)
2006 – As Crônicas de Nárnia: O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa ( The Chronicles of Narnia: The Lion, the
Witch and the Wardrobe)
2007 – O Labirinto do Fauno (El laberinto del fauno)
2008 – Piaf-Um Hino ao Amor (La Môme)
2009 – O Estranho Caso de Benjamin Button (The Curious Case of Benjamin Button)

2010 – Star Trek-2009 (Star Trek)
2011 – O Lobisomem – remake do clássico de 1941 (The Wolfman)
2012 – A Dama de Ferro (The Iron Lady)
2013 – Os Miseráveis (Les Misérables)
2014 – Clube de Compras Dallas (Dallas Buyers Club)
2015 – O Grande Hotel Budapeste (The Grand Budapest Hotel)

Elementos nas artes cênicas

O figurino assim como a maquiagem são fundamentais na criação e, quando necessário, na transformação estética que destaque a compreensão de um personagem no teatro. Apresento algumas das minhas experiências com caracterização realizadas em laboratório:

Como limpar a pele das crianças

Acabou a diversão e é hora de tirar a maquiagem da pele dos pequenos. Muitas pessoas têm dúvida e me perguntam se os produtos utilizados na maquiagem artística infantil saem fácil e como são melhor removidos, então aqui vai a dica:

 A pintura facial para recreação com crianças e jovens é feita com produtos adequados, atóxicos, laváveis e à base de água saindo com facilidade. Para alguns pigmentos mais fortes, como no caso de rosa, roxo e dependendo da marca basta usar água morna com sabonete ou shampoo infantil, esfregando ou utilizando algodão. Quando a pintura é feita em outras partes do corpo ou não próxima aos olhos pode-se usar inclusive sabonete líquido antibacteriano ou lenços umedecidos para retirar o excesso.

//